Domingos Montagner

Diretor / Fundador do LaMínima
Diretor Artístico do Circo Zanni
Ator e Artista Circense

Iniciou no teatro através do curso de interpretação de Myriam Muniz . Sob sua direção realizou dois espetáculos: "Maroquinhas Fru-Fru", de Maria Clara Machado e  "...e assim vai o mundo", com roteiro dela própria inspirado em poemas de Carlos Drummond de Andrade, Manoel Bandeira e Juó Bananére.

Um interesse plástico, proveniente da experiência como ilustrador, fez com que procurasse o Teatro de Animação onde conheceu Beto Andretta e Beto Lima. Juntos criaram a PIA FRAUS TEATRO, o que favoreceu a condução de seu rumo teatral em direção a pesquisa de diversas linguagens.  Aqui sempre esteve presente a importância do desenvolvimento do trabalho corporal do ator.  Por isso o estudo com diversos profissionais da dança, como Ruth Rachou, Denilto Gomes, Ana Mondini  e Adriana Grechi entre outros, foi e continua sendo de fundamental importância para a construção de seus espetáculos. Assim como o circo: sua capacidade de comunicação e seu risco iminente, tornaram-se fundamentais na continuidade de sua trajetória artística.

A aprendizagem da arte circense iniciou Circo Escola Picadeiro em 1989, ali aprendeu e desenvolveu várias técnicas circenses, em especial o trapézio volante com José Wilson Moura Leite e a arte do palhaço com Mestre Roger Avanzi, o Palhaço Picolino. Em 1994 foi à França aperfeiçoar as técnicas de trapézio voador na Escola Nacional de Annie Fratellini e na Escola de Trapézio Volante de Jean Palacy. Ainda na escola Picadeiro em 1992, conhece Fernando Sampaio com quem começa, a partir de apresentações de rua, a desenvolver uma dupla inspirada na arte dos palhaços de circo. Em 1997, oficializam a parceria, criando o La Mínima com o espetáculo “Companhia de Ballet"

Em 1999, buscando aprimorar a arte do palhaço, realizam uma oficina em Roma com Leris Colombaioni, mestre de uma das mais importantes famílias circenses da Europa, momento este fundamental para a consolidação da dupla.

Foi um dos fundadores da Central do Circo, centro de pesquisa e prática das artes circenses que funcionou em São Paulo de 1999 a 2003.

Em 2003, junto com mais nove artistas fundou o Circo Zanni, um circo itinerante que busca resgatar a importância dos circos de pequeno e médio porte na vida cultural das cidades e também apresentar a produção da arte circense contemporânea.

TEATRO

Com a Pia Fraus

"FARSA QUIXOTESCA", texto de Hugo Possolo inspirado no romance de Miguel de Cervantes "O Engenhoso Fidalgo Dom Quixote de La Mancha e seu Fiel Criado Sancho Pança". Direção de Hugo Possolo, estreou am agosto de 2000 no Teatro Popular do SESI.

"FRANKENSTEIN", adaptação baseada no romace homônimo de Mary Shelley.
Direção e concepção: PIA FRAUS TEATRO. Estreou em maio de 2000 no Auditório Augusta, Sào Paulo.

"NAVEGADORES", roteiro e direção PIA FRAUS TEATRO; SESC Consolação, julho/agosto de 1999.

"O MALEFÍCIO DA MARIPOSA", de Federico Garcia Lorca; direção PIA FRAUS TEATRO, Centro Cultural São Paulo, maio/junho 1999. Nove indicações para o Prêmio Coca-Cola, entre elas a de Melhor Ator.

"ÉONOÉ", texto de José Rubens Siqueira; direção de Francisco Medeiros; teatro Vento Forte, novembro/dezembro de 1998. Ganhador do Prêmio APETESP para Melhor Cenografia teatro Adulto.

"GIGANTES DE AR", roteiro PIA FRAUS TEATRO, co-direção de Carla Candiotto; teatro Arthur Azevedo, julho/agosto de 1998. Três Indicações para o Prêmio APETESP - Cenografia, Figurinos e Coreografia.

"O VAQUEIRO E O BICHO FROXO", de Beto Andretta e Beto Lima, direção Naum Alves de Souza; teatro Cacilda Becker, maio junho de 1997. Seis Indicações para o Prêmio Coca-Cola, Prêmio Mambembe para Melhor Espetáculo.

"FLOR DE OBSESSÃO", roteiro PIA FRAUS TEATRO sobre a obra de Nelson Rodrigues, direção Francisco Medeiros; Teatro Arthur  Azevedo, junho/julho de 1996. Prêmio ANGEL AWARD de Melhor Espetáculo Estrangeiro, do Festival de Edinburgo, Escócia, 1997.

“UMA ÚNICA FLOR PARA LIBERTAR O CORAÇÃO DO REI, de Beto Andreetta.
Espetáculo infantil inspirado no universo popular do teatro de bonecos de Garcia Lorca. Estreou em 1992.

“OLHO DA RUA” Espetáculo de bonecos sem palavras para adultos, baseado em temas e personagens de metrópolis urbanas. Estreou em 1990.

Festivais Internacionais

- Argentina, Bolívia, Colômbia, Escócia, Espanha, França, Inglaterra, Portugal e Suécia.

 Com Pia Fraus E Grupo Xpto

 "BABEL BUM", roteiro e direção de Osvaldo Gabrieli; Teatro Sergio Cardoso março/abril de 1994.

"COQUETEL CLOWN", roteiro e direção de Osvaldo Gabrieli; Teatro Tuca, julho de 1995.

CINEMA

GONZAGA – DE PAI PARA FILHO, longa metragem com direção de Breno Silverio,2012

PAREDES NUAS, Média metragem com roteiro e direção de Ugo Giorgetti,2009

TV

SALVE JORGE (novela) – Rede Globo (2012)

O BRADO RETUMBANTE (minissérie) – Rede Globo (2012)

CORDEL ENCANTADO (novela) – Rede Globo (2011)

MINISSÉRIE “DIVÔ - Rede Globo (2011)

SÉRIE “A CURA” 2010 / Gruta de Salitre – Sec XXI

FORÇA TAREFA 2010 / “Roleta Russa”

MOTHERN 2008 / 3ª Temporada

MOTHERN 2007 / 2ª Temporada

DIREÇÃO

ESPETÁCULOS DE VARIEDADES – Festival Mundial de Circo BH, 2010

DESPAUTÉRIOS - Texto de Victor Navas, Cia Suno, 2009

DIREÇÃO ARTÍSTICA do Circo Zanni desde sua fundação em Novembro de 2004

COREÓGRAFO

Em agosto de 1999, criou uma peça para o Grupo de Dança RODA VIVA de Natal- RN, que possui em seu elenco dez deficientes físicos.

14º PRÊMIO CONTIGO DE TV – “REVELAÇÃO 2011”.

PREMIO MELHOERS DO ANO do "Domingão do Faustão" -  prêmio de ator revelação no "Melhores do Ano" 2011.

PRÊMIO SHELL DE TEATRO DE SÃO PAULO 2008: MELHOR ATOR para Domingos Montagner e Fernando Sampaio, por “A NOITE DOS PALHAÇOS MUDOS”

Prêmio COCA-COLA melhor direção e melhor produção de  "O MALEFÍCIO DA MARIPOSA"/ 1998.

Espetáculos